Sintonia 50 Tons de Liberdade III -> Resenha Final

sexta-feira, agosto 01, 2014 Hey IU 6 Comments



Titulo: 50 Tons de Liberdade
Autor: E.L James
Paginas: 544
Vol: 3


Quando a ingênua Anastasia Steele conheceu o jovem empresário Christian Grey, teve início um sensual caso de amor que mudou a vida dos dois irrevogavelmente. Chocada, intrigada e, por fim, repelida pelas estranhas exigências sexuais de Christian, Ana exige um comprometimento mais profundo. Determinado a não perdê-la, ele concorda.
Agora, Ana e Christian têm tudo: amor, paixão, intimidade, riqueza e um mundo de possibilidades a sua frente. Mas Ana sabe que o relacionamento não será fácil, e a vida a dois reserva desafios que nenhum deles seria capaz de imaginar. Ana precisa se ajustar ao mundo de opulência de Grey sem sacrificar sua identidade.


Resenha - *Contém spoilers

Pois é galera tudo o que é bom chega ao fim... Assim como a trilogia dos 50 Tons, mas antes que tudo se acabe e você comece a chorar querendo mais do casal bapho ai vai a ultima resenha, o como gosto de chamar: O Gran Finale!

De cara vou dizendo que de todos os outros livros, esse foi o único que eu não gostei.
Não que eu tenha odiado, e que nunca mais lerei a trilogia, eu lerei novamente com toda a certeza. -HÁ.

O livro tem um desfecho tipicamente previsível, e ouso dizer até mesmo comum, o desfecho do casal merecia ser muito mais emocionante do que foi.
Acho que um dos motivos pelo terceiro livro ser meio sem sal é a quantidade de páginas, caramba são 544 paginas, a EL James estava muito "inspirada" com esse livro.

Logo de inicio temos a lua de mel de Christian e Ana, o casamento não é apresentado no inicio - o cenario inicial nos leva a um lugar praiano e paradisíaco, tudo parece perfeito para Ana e Chris, a vida não poderia ser melhor para eles.
Dai para frente Ana nos conta sobre o casamento e o quão perfeito ele tinha sido - e por ai vai....

Sabe quando você não tem assunto para falar de um livro que já leu? Pois é exatamente assim que eu me sinto, foram 543 paginas voando sem rumo.

Os joguinhos do tipo Tom e Jerry entre o casal continuam, Chris quer dar mundos e fundos para Ana e continua pedindo que ela largue o emprego e se dedique somente a ele, o que nos faz entender que ele não mudou nadinha, pois continua sendo possessivo, inseguro e dominador, a Ana continua a mesma, uma jovem muito imatura, submissa e provocante.

Mesmo com o gande amor entre os dois o livro vai ficando meio que sem sentido, como se EL James estivesse se perdendo em cada capitulo e não transmitindo nenhuma emoção ao leitor.
Algo que percebi é que o casal é muito imaturo e não deveriam entrar numa relação seria, não estavam prontos para se casar.

Ana quer continuar livre e independente na vida, mas quer Grey perto dela.

Há uma reviravolta na historia! Imaginem, depois de tudo o que passou para que Chris se livrasse daquela mania masoquista de fazer amor, e quando finalmente ela consegue, agora é a Ana que quer ser amarrada e espancada pelo Christian -  dai eu pensei, " essa autora só pode estar tirando sarro da minha cara!" - " faça-me um favor, eu não mereço isso".

A historia só vai ficar boa lá no epilogo, pelo ao menos isso.
Percebe-se que a narrativa esta por demais repetitiva, imagine, por que sera que a Ana nunca para de falar puta merda, ou olhos arregalados?

O fim é muito legal, ele nos dá a impressão de um "Quase felizes para sempre", o mais legal de tudo é que temos o "privilegio" de ver o primeiro capitulo de 50 Tons de Cinza no ponto de vista do Christian. O que é muito legal, saber os pensamentos dele sobre os acontecimentos. Dai você percebe que o vocabulário do Chris também é cheio de puta merda !

Oh quase ia esquecendo, a Ms. Robinson está de volta neste livro, por um breve momento.

Eu não sei bem o por que, mas em minha opinião, a Ana que tanto lutou contra a possibilidade de se render aos escuros desejos de Grey acabou sendo mais uma submissa. Com a diferença de que será a submissa permanente.

Os 3 livros são muito bons, desde que, não sejam lidos por alguém cheio de pudores e reservas.
Não é nenhuma obra prima como Romeu e Julieta, mas prende a atenção e mexe com a imaginação de quem lê de modo geral.
O mais legal é que, não foi preciso acontecer traição em nenhum dos livros para mostrar várias facetas diferentes do cotidiano de um casal normal.
Logico que contém, alguns exageros e dramas desnecessários, mas está é apenas uma estória não é?!
Uma "estória" fictícia com pessoas e fatos fictícios.

Não me arrependo de ter lido a trilogia.

Ei! Você chegou até aqui; não vai sair sem me deixar um comentário não é?!
Diz aê o que você achou da matéria, vou adorar saber. :)

6 comentários:

  1. Adorei a resenha, gostei muito do seu blog, voce resenha muito bem., Beijocas
    http://divando24hrs.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Minha amiga leu esse livro e super me "pilhou" de ler! Sua resenha ficou ótima!
    http://toobege.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. haha a trilogia é muito boa mesmo, apesar do dialogo fiar meio repetido as vezes o livro prende o leitor.
      Bjos flor.

      Excluir
  3. Lindo livro, amei a resenha
    heyraah.blogspot.com.br

    ResponderExcluir